quinta-feira, julho 22, 2010

A velha historinha da distribuição de renda no Brasil

O cartograma acima feito por Leonardo Monasterio (Univ Federal de Pelotas), substitui o nome dos estados brasileiros por países com o PIB similar. Isso não inclui renda per capita, por exemplo, o Egito é o 26º maior PIB mundial, enquanto Finlândia, Kwait e Marrocos aparecem em 52º, 56º e 58º respectivamente. Aparentemente isso significa que o PIB está mal distribuido e que o sul é mais rico, o que não é verdade. Por exemplo, a região Sul abriga cerca de 15% da população e o PIB dos três estados sulistas somados equivale a aproximadamente 15% do PIB Brasileiro. A região Sudeste que abriga mais de 40% da população é responsável por apenas 25% do PIB, nas outras regiões isso também fica evidente. O PIB está bem distribuido entre os estados em relação a sua população.

O problema não é este, o Brasil é um país rico? Nem tanto, é um país pobre? Longe disso, é um país traiçoeiro, uma das piores distribuições de renda do Globo. Quem analisa a renda per capita, imagina que no Brasil todos tenham muito dinheiro pois a média de renda por lá é superior a dez mil reais per capita/ano. Mas quem percebe a quantidade imensa de pobres e miseráveis que habitam o país inteiro (sem excessão) vê nitidamente uma pirâmide faraônica onde a grande maioria da população continua sem direito a nada. O problema não é fruto da incompetência dos governos, é fruto de uma cultura, e talvez da competência dos governantes em mantê-la, mas estamos numa democracia não é mesmo? Então é porque gostamos assim, isso nos traz inspiração pra arte.

A lista dos estados brasileiros e seu correspondente país - PIB 2004 em Real
Sao Paulo (BRL 546.607.616): Finland
Rio de Janeiro (BRL 222.564.408): Egypt
Minas Gerais (BRL 166.564.882): Kuwait
Rio Grande do Sul (BRL 142.874.611): Morocco
Paraná (BRL 108.699.740): Croatia
Bahia (BRL 86.882.488): Ecuador
Santa Catarina (BRL 70.208.541): Bulgaria
Pernambuco (BRL 47.697.268): Kenya
Brasilia Distrito Federal (BRL 43.522.926): Cameroon
Goiás (BRL 41.316.658): Panama
Amazonia (BRL 35.889.111): Iraq
Espirito Santo (BRL 34.488.268): Uruguay
Para (BRL 34.196.694): Jordan
Ceará (BRL 33.261.175): Trinidad & Tobago
Mato Grosso (BRL 27.935.132): Bolivia
Mato Grosso do Sul (BRL 19.954.505): Uganda
Maranhao (BRL 16.547.977): Afghanistan
Rio Grande do Norte (BRL 15.906.902): Zambia
Paraiba (BRL 14.863.913): Macedonia
Sergipe (BRL 13.121.517): Nicaragua
Alagoas (BRL 11.556.013): Guinea
Rondonia (BRL 9.744.908): Haiti
Piaui (BRL 8.611.106): Niger
Tocantins (BRL 4.768.864): Mongolia
Amapa (BRL 3.720.013): Mauritania
Acre (BRL 3.242.123): Central African Republic
Roraima (BRL 1.864.318): Sierra Leone
ESTA INFORMAÇÃO FOI:

2 Comentários sobre esta postagem::

Anônimo disse...

tem unir os estados pequenos nordeste pra gastar menos com politicos desonestos

Anônimo disse...

[tem unir os estados pequenos nordeste pra gastar menos com politicos desonestos ]

Concordo plenamente!!!! Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas(ridículo seu tamanho) e Sergipe(ridículo também), deveriam ser todos um único estado. Aceitável seria também unir Rio de Janeiro com Espírito Santo, mas aposto que os capixabas não iriam gostar da ideia de unir seu território com funkeiros do demônio... Pois é.

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.