domingo, agosto 08, 2010

Estudo mostra que Triceratops e Torossauro são a mesma espécie

Um estudo da Universidade do Estado de Montana, nos Estados Unidos, afirma que dois dinossauros conhecidos como tricerátops e torossauro eram na verdade o mesmo animal. Segundo a instituição, os paleontólogos estavam errados há mais de 100 anos. O estudo foi divulgado na publicação especializada Journal of Vertebrate Paleontology.

Desde o século XIX, cientistas acreditavam se tratar de duas espécies diferentes. Enquanto o tricerátops tinha uma "franja" curta, o torossauro tinha uma franja bem maior com dois grandes buracos (veja detalhes na aba "fotos" acima). Segundo os paleontólogos John Scannella (estudante de doutorado) e Jack Horner (professor), na verdade esses fósseis são apenas de animais em diferentes estágios de desenvolvimento.

Segundo os cientistas, a confusão é causada porque esses dinossauros mudavam muito entre a juventude e a vida adulta. Outros estudos também indicam mudanças radicais nos crânios de outros dinossauros que viveram há 65 milhões de anos, como os tiranossauros e o pachycephalosaurs.

"Paleontólogos estão em desvantagem porque não podem ir a campo e observar um tricerátops vivo crescendo de bebê para adulto", diz Scannella em comunicado da universidade. "Nós temos que colocar a história baseados em fósseis. Para ter a história completa, você precisa de um grande conjunto de fósseis de muitos indivíduos representando diferentes estágios de crescimento", afirma o pesquisador que levou cerca de 10 anos para concluir o estudo, ao lado de Horner, baseado principalmente em observações da formação de Hell Creek, no leste do Estado.

Os pesquisadores coletaram centenas de fósseis, sendo 40% de tricerátops em diferentes estágios de crescimento. Alguns crânios tinham o tamanho de bolas de futebol americano, enquanto outros eram equivalentes a pequenos carros. "Espécimes de torossauros são muito mais raras que de tricerátops. Contudo, nenhum espécime de torossauro veio de animais imaturos", diz Scanella. Quando eram encontrados crânios dessa espécie, eram sempre grandes.

"Se o torossauro é o adulto do tricerátops, nos questionamos 'por que as espécimes de torossauro eram relativamente raras se comparadas ao tricerátops?'", diz. "Isso é possível, pois a mortalidade era muito alta para o tricerátops antes dele completar totalmente a morfologia natural."

O estudo microscópico dos crânios indica ainda que os crânios de todos os torossauros tinham marcas de mudanças mais dramáticas que qualquer tricerátops. No segundo, até naqueles que deveriam ser considerados como adultos, o estudo indicou que o crânio estava sofrendo grandes mudanças, o que contribui para a teoria.

Finalmente, os pesquisadores e sua equipe passaram os últimos três anos do estudo tentando encontrar outras explicações e testando outras hipóteses, até que concordaram que o tricerátops e o torossauro realmente eram o mesmo animal.

Os cientistas acreditam que o trabalho contribui para uma teoria que afirma que a diversidade de espécies estava "esgotada" no final da era dos dinossauros. Os pesquisadores dizem ainda que a ontogenia (o desenvolvimento até a vida adulta) deve ser mais considerada pelos paleontólogos antes de catalogarem uma espécie como sendo nova.

http://noticias.terra.com.br

ESTA INFORMAÇÃO FOI:

0 Comentários sobre esta postagem::

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.