terça-feira, agosto 17, 2010

O Sonho de Hitler continua vivo entre os Mongóis

Usam com orgulho camisetas com a cruz suástica, fazem a saudação nazi e apregoam sieg heil. No entanto, não são estereótipo da etnia ariana. Os asiáticos de cabelo escuro e olhos puxados é que querem ser a raça superior da vez.

Lá não é crime, e sorte do mundo a china ter virado comunista. Por aqui, andar com uma camiseta com a suástica pelas ruas gera linxamento, cadeia e mídia. Uma boa opção pra quem quer bancar o macho é ir fantasiado de nazista pra curtir o carnaval e ficar perto de onde tenha cachaça.

Na Mongólia está a crescer um movimento ultranacionalista que defende a pureza da raça. Grupos como os Tsagaan Khass (Suástica Branca) dedicam-se ao ódio à influência chinesa, o país crescente da Ásia. Defender os cidadãos nacionais do crime estrangeiro é uma das máximas do grupo.

Por aqui os estrangeiros exploram crianças na prostituição, criam verdadeiras máfias institucionalizadas mas não tem um grande país que faça fronteira e ameace no momento. O mais provável é que se crie um movimento nazista de índios cocaleros da Bolívia contra a influência brasileira.

Dayar Mongol, destacado líder nazi no país, ameaçou mandar rapar o cabelo de todas as mulheres que durmam com homens chineses. Apesar de se definirem como um grupo não violento, os Tsagaan Khass admitem ser seguidores da ideologia de Hitler . "Somos contra o extremismo e o começo da II Guerra Mundial, mas admiramos a ideologia nazi. Preferimos o nacionalismo ao fascismo."

A história recente mostra que os mongóis foram, mais do que uma vez, vítimas da extrema direita. Durante a II Guerra, todos os prisioneiros russos capturados pelo III Reich que pareciam ser da Mongólia eram executados. Nos últimos anos, em alguns países europeus, imigrantes mongóis foram perseguidos por grupos nazis.

O movimento nazista Mongol vê com bons olhos o espancamento de imigrantes mongóis na Europa, visto que desertores deveriam ser executados. Inclusive, eles adorariam matar qualquer imigrante chinês ou outro que aparecesse por lá, infelizmente isso por lá não pode. Apesar de a maioria da população não seguir os membros dos Tsagaan Khass, a verdade é que há um sentimento anti-China, que vê o país como um inimigo imperialista.

"Embora a maior parte da população considere o discurso da extrema direita muito radical, há o sentimento de que a China pretende 'engolir' a Mongólia", defende Franck Billé da Universidade de Cambridge, que está a fazer investigação sobre a representação chinesa no país. Uma coisa é certa, pelo menos por lá, pra ser nazista tem que ser mongol.
ESTA INFORMAÇÃO FOI:

7 Comentários sobre esta postagem::

Anônimo disse...

Que palhaçada isso... Mas nós comunistas venceremos essa batalha!
Viva os trabalhadores, Viva Moses Hess, Viva Karl Marx, Viva Che!
Um tríplice abraço aos irmãos da judaico-maçonaria.

Eduardo disse...

ainda irei a mongolia conhecer esse pais. nao ao nazismo !

Ofensivo por Natureza disse...

Nenhum governo funciona, nem comunista, nem capitalista, nem bosta nenhuma! O governo sempre vai beneficiar os mais ricos e isso é fato!

Eduardo Vianna disse...

Realmente, este mundo está em colapso. E pensar que na Mongólia ocorreu a segunda revolução socialista vitoriosa do mundo, em 1924.

PS
O "Anônimo" aí de cima é um idiota.
Eu, que não sou pacifista, ainda terei o prazer de ver os fascistinhas deste país levando a pior.

marcelo disse...

Os nazistas não eram capitalistas, eram socialistas. o próprio nome do partido denucia isso. Todas as medidas do governo nacional socialista alemão são típicas da dupla comunismo/socialismo. Os historiadores marxistas do ocidente criaram a lenda da "extrema direita". Os fatos estão aí para serem conferidos, não vê quem não quer.
Duas últimas coisas: Che: Grande Che! Criu a ditadura mais longa das américas. Foi banido de Cuba pelos Irmãos Castro. Teve a localização na Bolivia dada aos bolivianos pelo próprio governo cubano. Grande herói...
Comunismo e socialismo são sistemas políticos e ideológicos, não são um modo de produção. Modo de produção é capitalismo, mercantilismo, feudalismo, escravismo e etc. O oposto a marximo/socialismo é liberalismo/democracia. Isso de oposição ao capitalismo é jogada de marqueting da esquerda. Provem que estou errado.

Anônimo disse...

mongois nazistas? sério isso? enquanto o nazismo prega a superioridade dos povos europeus, e no mais altos indice de pureza os descendentes germanicos(arianos), esses orientais kkkkkkkk se dizem nazistas cara? não acredito nisso sério to rindo demais

Anônimo disse...

nossa vim fazer uma pesquisa sobre o neonazismo aqui e me deparo com isso kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! essas porras d mongois nao tem uma gota de sangue germanico e se acham arianos kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.