domingo, maio 02, 2010

Jogo que simula estupro, pedofilia e assassinato continua sendo distribuido

Apesar do fato de que as autoridades judiciais da maioria dos países do mundo já tenham proibido, o jogo Rapelay criado em 2006 continua a ser vendido e baixado da internet livremente por milhares de pessoas diariamente. O jogo, feito no Japão, é um simulador de estupros, pedofilia, abortos e assassinatos. No Brasil ele está proibido mas pode se achado facilmente no Google em sites acessados por centenas de milhares de adolescentes, que como se sabe, são altamente influenciados por video-games.

Que tipos de torturas macabras e atrocidades devem ser feitas com os pedófilos que criaram este jogo? Uma garota de oito anos foi abusada sexualmente dentro de sua própria casa pelo pai, encontraram o jogo no computador da casa.

Seria uma mera coincidência ou este jogo está incentivando os malditos pedófilos e estupradores a agirem? "O jogo está errado, ele precisa ser parado. Estupro não é piada, as pessoas parecem pensar que ele é, mas é muito doloroso." afirma a garotinha hoje com 10 anos.

O jogo, em questão nunca foi vendido oficialmente no Japão, porém chegou a estar nas prateleiras dos Estados Unidos e embora tenha sido retirado, milhares de cópias foram distribuidas e agora são repassadas por internautas. Que tipo de mente sórdida e psicótica está por trás desta barbárie tecnológica?
ESTA INFORMAÇÃO FOI:

0 Comentários sobre esta postagem::

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.