terça-feira, março 16, 2010

Alienígenas na Terra: Ambientes Inóspitos Revelam Alta Diversidade de Espécies segundo o Censo da Vida Marinha




Criaturas marinhas que se proliferam em bolsões de água com metano quente, como bordas de vulcões que ficam na total escuridão, abaixo de uma imensa camada de gelo na região da antártida. Isto está aumentando as teorias de que planetas além da Terra, aqui mesmo no nosso sistema solar, são adequados para a vida.

Cerca de 150 novos tipos de peixes estavam entre as 500 novas espécies marinhas encontradas em ambientes extremos pelo Censo da Vida Marinha. Além dos peixes foram descobertos crustáceos inusitados como "carangueijos peludos" e uma nova espécie de lagosta encontrada no ano de 2006, próxima a Madagascar.

Estas espécies encontradas em lugares nos quais por muito tempo se pensou que a vida não seria possível. Alguns ambientes como bordas de vulcões que expelem líquidos e gases em temperaturas por volta dos 407°C (Celsius) nas falhas tetcônicas ou a escuridão gelada do "subgelo" da antátida, são locais tão inóspitos, quanto Marte ou Vênus.

"A idade da descoberta não acabou", disse Jesse Ausubel, um gerente do programa Sloan Foundation, que é patrocinador do Censo da vida marinha. Chirs German, o líder da equipe que realiza o Censo diz: "Estes novos ecossistemas são provocantes para a NASA e para as pessoas que estão interessadas na vida em outros lugares diferentes da Terra. Estes são os ambientes mais extremos da Terra e há uma abundância de vida neles".

Alguns especialistas especulam que a lua Europa, do planeta Júpiter, poderia esconder um oceano abaixo de sua superfície congelada onde a vida poderia ser sustentada graças a atividades vulcânicas. A lua de Saturno, Titã, tem também o metano, que pode ser a molécula base para o metabolismo destes seres alienígenas. Em meio a discussão se realmente é possível existir vida em um ambiente baseado em metano, a NASA, anunciou recentemente que encontrou indícios da presença de água no estado líquido no planeta Marte.

fonte: Alister Doyle Reuters
ESTA INFORMAÇÃO FOI:

0 Comentários sobre esta postagem::

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.