sexta-feira, agosto 03, 2012

O futuro pode afetar o passado? Mas como assim?


O que você faz hoje pode afetar o que aconteceu ontem. Esta é a conclusão bizarra que um experimento de física quântica quer provar. Descrito em um artigo por Yakir Aharonov e outros pesquisadores da Tel-Aviv University, em Israel, O polêmico artigo foi publicado pela própria universidade, que é a maior daquele país.

Parece impossível, e de fato, viola um dos princípios da ciência, a causalidade. Mas os pesquisadores dizem que as regras do mundo quântico preservam a causalidade por "esconder" a influência das escolhas futuras até que essas escolhas sejam realmente feitas.

O coração da ideia é o fenômeno quântico da "não-localidade", no qual duas ou mais partículas existem inter-relacionadas ou "emaranhadas", estado que permanece indeterminado até uma medição ser feita em uma delas. Uma vez que a medição ocorre, o estado da outra partícula é instantaneamente fixado também, não importa o quão longe ela esteja.

Albert Einstein foi quem primeiro apontou esta "ação à distância" instantânea em 1935, quando ele argumentou que isso significava que a teoria quântica deve estar incompleta. As experiências modernas confirmaram que esta ação instantânea é real, e agora detém a chave para tecnologias como a computação quântica e a criptografia quântica.

Aharonov e seus colegas descrevem um experimento para um grupo grande de partículas entrelaçadas. Afirmam que, sob certas condições, a escolha do experimentador de uma medição dos estados das partículas afeta o estado em que as mesmas partículas estavam meia hora antes, quando uma medição mais fraca foi feita.

No entanto, Aharonov e colegas suspeitam que suas especulações se confirmadas podem até mesmo ter implicações sobre o livre arbítrio. "Nosso grupo continua a ser um pouco dividido sobre essas questões filosóficas", diz Aharonov.

ESTA INFORMAÇÃO FOI:

0 Comentários sobre esta postagem::

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.