quarta-feira, agosto 15, 2012

Brasil fracassa, envergonha o povo, mas bate recorde de medalhas nas olimpíadas




O Brasil decepcionou nestas olimpíadas, ficando em 22º lugar em número de medalhas de ouro e 16º lugar em número total de medalhas o país demonstrou estar despreparado para competir em nível internacional. Perdemos em número total de medalhas para países muito menores em população do que nós, apenas os três primeiros (Estados Unidos, China e Rússia) superam a população brasileira.

É uma completa vergonha não se investir em esportes tão baratos que até Cuba, Jamaica, Cazaquistão e Coréia do Norte conquistam mais medalhas de ouro do que nós. A culpa é do povo que não pratica esportes? Ou do sistema educacional que não oferece variedade de esportes nas aulas de educação física? 

Quantos alunos são repreendidos ao tentarem praticar arremesso ou os mandam parar de correr para não se machucarem? Porém uma bola sempre existe para que treinem futebol, em quantas escolas do Brasil há atletismo, boxe, judô (que rendem várias medalhas) e em quantas existe apenas futebol (que rende apenas duas medalhas) e quando muito um vôlei ou basquete, apenas esportes coletivos que são de fato os que geram mais investimentos e trazem menos retornos numa olimpíada. 

A culpa portanto não é do povo, nem dos atletas, afinal há esportes tão pouco praticados no Brasil que qualquer um vai para uma olimpíada. Não adianta patrocinar estes "qualquer um" que temos hoje em dia, que receberam treinamento precário durante a vida inteira e são considerados milagrosos quando trazem uma medalha. Conquistar muitas medalhas é uma obrigação de um país de 200 milhões de pessoas muito antes de resolver fazer uma festa pros gringos sediando uma olimpíada.


Envergonhamos a nação na festa de encerramento apresentando um Brasil dividido por raças onde os negros eram apresentados como felizes serventes sambistas, os índios como drogados de rave usando chapéus neon e os brancos (Marisa Monte, a única branca da apresentação) no topo de uma pirâmide. No repertório, duas músicas do ex-ministro Gilberto Gil, que provavelmente no Brasil é considerado o maior compositor de todos os tempos no tal do Brasil.

O que mais faremos de vergonha aqui no nosso país durante as olimpíadas? Foderemos a vida do nosso povo, e em troca de uma boa imagem para os gringos deixaremos que levem o nosso ouro, exatamente igual ao tempo em que nós éramos uma colônia, aliás quem pensou naquela apresentação do que é o Brasil deve adorar o Brasil de 1700.
ESTA INFORMAÇÃO FOI:

0 Comentários sobre esta postagem::

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.