quarta-feira, março 17, 2010

Ambientalistas viram exterminadores que não sentem pena de matar... ratos.


O maior caça ao rato do mundo está sendo montada para livrar uma ilha do Atlântico Sul da devastação causada por roedores, coisa que ameaça milhões de aves da extinção. A primeira fase do programa de erradicação começou em fevereiro, e a ilha em questão é a Geórgia do Sul.

Trata-se de um importante ponto de nidificação das aves marinhas e se acredita que erradicando os ratos seja possível fazer a ilha voltar ao seu estado original. Os ratos são um grande problema nessa ilha que se localiza a cerca de 950 km ao leste das ilhas malvinas, eles se alimentam de ovos e aves recém nascidas em seus próprios ninhos.

Espécies de roedores invasoras já foram removidas em mais de 300 ilhas no mundo todo, porém a operação da Geórgia do Sul é de longe a maior e mais ambiciosa. Armados com dois helicópteros entupidos de raticida, nossos heróis espalham veneno ao longo de todo o território desta ilha de mais de 170 km de comprimento. Os caçadores têm de assegurar que cada rato será mesmo morto. Elas se reproduzem tão rapidamente que se sobrar apenas um casal, pode ser que no outro ano já existam mais de quinze mil e em poucos anos voltará tudo ao nível atual.

"É claramente o maior esforço de erradicação de ratos em todo o mundo, pelo menos sete vezes maior do que qualquer coisa se tenha tentado anteriormente", disse Tony Martin, professor da conservação animal na Universidade de Dundee, que é responsável pelo projeto de vários milhões de libras . "Meu trabalho é acabar com cada rato, um por um, até ter certeza de que eles não ameaçarão mais nenhum Petrel, Albatroz ou Pinguim ", completou.

Existe a possibilidade de uma catástrofe devido ao derretimento das geleiras, a maior parte das aves ainda está protegida por causa das barreiras de gelo, porém segundo os próprios encarregados do projeto: "As geleiras estão recuando em um ritmo infernal, visivelmente muda de ano para ano. Quando o focinho de uma geleira derrete-se em uma praia, os ratos começam a passar de um lado para outro. Está acontecendo muito rapidamente e é por isso que temos de trabalhar rápido."

Iscas de Cereais carregando anti-coagulantes serão distribuídos por todas as partes infestadas de ratos da ilha de helicóptero, porque é crucial para cada rato coma pelo menos dois pedacinhos pra se ter certeza que morrerá. A principal vantagem da armadilha é que ela pode atrair ratos que estejam até 300 metros de distância, que se aproximam graças ao cheiro. O veneno não dissolve em água, e quando é ingerido invado o fígado do animal causando-lhe hemorragia interna, além disso os matadores de rato juram que ele se degrada rapidamente sem acumular no ambiente.

A idéia é não matar imediatamente e sim depois que o animal tenha voltado para a sua toca, isso impede, em teoria que os cadáveres envenenados sejam predado pelas aves marinhas. Alguns mamíferos como as Renas, que são cerca de duas mil na ilha, serão transferidos para as Malvinas até que a operação termine. "Eu não vou fingir que é uma bela maneira de morrer, mas é a forma como os ratos são mortos em todo o mundo. Se você deixá-los vivos, os filhotes de aves marinhas sofrerão uma morte ainda mais desagradável, a de ser comido vivo. Eu não tenho escrúpulos em matar predadores invasivos que podem acabar com vida selvagem nativa". Diz o pesquisador Martin.

Depois de quatro temporadas, os cientistas esperam ter concluído a sua erradicação. Eles então passarão um pente fino na ilha, com dois cães especialmente treinados que podem farejar o odor de um rato vivo que ainda permaneceu por lá. Uma vez que os ratos desapareçam, espera-se que o número de aves marinhas deva aumentar voltando aos níveis originais anteriores.
ESTA INFORMAÇÃO FOI:

1 Comentários sobre esta postagem::

Macaco ha ha disse...

Que ambientalistas radicais e destruidores que destroem o que o país deles colocam nessas ilhas, então por que não pensam em destruir os albatrozes e piguins dessa ilha com raticidas, é simbolo dessa ilha.

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.