terça-feira, junho 15, 2010

Mais de 27 pessoas já morreram atacadas por leões este ano em Moçambique

Pelo menos 27 pessoas morreram nos primeiros quatro meses deste ano no distrito de Muidumbe, na província de Cabo Delgado (Norte de Moçambique), vítimas de ataques de leões e linchamentos populares, apurou a PANA junto de fonte oficial.

Segundo o comandante provincial da Polícia, João Mahunguele, 20 dessas pessoas morreram após serem atacadas pelos animais felinos enquanto outras sete sucumbiram vítimas de linchamentos levados a cabo pela população local, que liga tais acontecimentos à uma suposta magia africana.

O Administrador distrital de Muidumbe, Pedro Seguro, escapou a um linchamento no mês passado, quando populares cercaram a sua residência munidos de armas brancas e preparavam-se para atacá- lo, por suspeita de estar ligado ao que consideram de animais mágicos.

Segundo a fonte oficial, Seguro escapou graças a intervenção policial que se apercebeu da situação e acorreu à residencia do Administrador em seu socorro.

Devido à desinformaçao que reina à volta da questão na região, a história do linchamento por causa dos leões em Muidumbe tem-se repetido todos os anos. No ano passado morreram 18 pessoas nas mesmas circunstâncias, acusadas de se transformarem nesses animais felinos que trazem degraça sobre as comunidades.

Segundo explicou o oficial da Polícia, os ataques e linchamentos ocorrem em situaçoes de difícil intervenção das autoridades e na maioria dos casos as forças policiais só se apercebem depois dos actos consumados.

Mahunguele disse que o problema tem sido de difícil solução porque a população desconfia que as autoridades locais estejam também ligadas aos supostos animais mágicos. Informações locais referem que em 1993 um Administrador foi linchado em conexão com o mesmo problema.

ESTA INFORMAÇÃO FOI:

0 Comentários sobre esta postagem::

Postar um comentário

Comentários inoportunos, idiotas ou ilegais não serão aceitos.